img (16) 3515 6206
contato@grupodk.com.br
  • Siga a DK:
O nosso sangue
Agencia DK
19 out

2016

O nosso sangue

O sangue é bombeado pelo coração para
todo organismo via sistema circulatório.

O sangue através de seus glóbulos vermelhos transporta oxigênio dos pulmões para os tecidos e retira o
gás carbônico dos tecidos levando-o para ser eliminado pelos pulmões. Através dos seus glóbulos brancos participa ativamente da defesa do organismo. O
sangue contém ainda proteínas que regulam o sangramento. Outra função básica do sangue é o transporte de anticorpos, nutrientes, açúcar, gorduras,
vitaminas e sais minerais.

O exame hematológico ou hemograma estuda as células do sangue e permite identificar inúmeras doenças, desde aquelas
próprias do sangue (como a anemia e a leucemia, por exemplo) até infecções e doenças alérgicas.

As principais doenças hematológicas na terceira
idade são a anemia, as hemorragias, as leucopenias, as leucemias, e os tumores de células sanguíneas, como o linfoma e o mieloma múltiplo.

A
anemia é a diminuição do número de glóbulos vermelhos ou de seu conteúdo (hemoglobina), da produção de glóbulos vermelhos e também ocorre quando há
destruição exagerada. É uma grave conseqüência da desnutrição. A principal causa de anemia é a deficiência de ferro (anemia ferropriva), substância
básica na formação da hemoglobina. Pode também ocorrer na deficiência de vitamina B12, de cobre e de zinco.

Na terceira idade a anemia é de
extrema importância sendo freqüentemente não diagnosticada ou quando diagnosticada mal orientada. A perda contínua e discreta de sangue pelas fezes
(devida a um tumor intestinal silencioso, por exemplo) pode levar à anemia com poucas manifestações clínicas devida sua instalação lenta, o mesmo
podendo ocorrer na perda sanguínea vaginal continuada (mioma uterino, por exemplo).

A anemia que se instala aos poucos é comum na terceira idade
e com freqüência está relacionada ao câncer, mas pode também ser devida a erros alimentares. Dietas pobres em ferro e em vegetais, utilizadas durante
muito tempo, podem levar a anemia. Dietas pouco diversificadas muito comuns em vários tipos de tratamentos, como no diabetes, por exemplo , são causas
de anemia na terceira idade. Situações em que há má absorção de alimentos (doenças do estômago, por exemplo) também podem levar a anemia por deficiência

de vitamina B12. A deficiência de vitamina C pode também ser uma causa de anemia na terceira idade e é favorecida pelo alcoolismo. A doença renal e os
distúrbios da tireoide podem levar à anemia. Vários medicamentos podem provocar a anemia destacando-se, por exemplo, antibióticos (cloranfenicol e
várias penicilinas), quimioterápicos, anticonvulsivantes (carbamazepina), drogas usadas no tratamento da tireoide, do diabetes e da alergia. Vários
anti-inflamatórios e tranquilizantes podem também levar a anemia.

A anemia se manifesta de maneira variável, podendo levar a manifestações
cardíacas, vasculares e pulmonares. A fadiga e falta de disposição são os sintomas mais freqüentes. Há também emagrecimento e palidez. Pode ocorrer em
pessoas obesas que tenham dieta pouco diversificada.

O hemograma é o principal exame para o estudo da anemia, aonde se observa diminuição na taxa

de hemoglobina. A dosagem de ferro no sangue e a pesquisa de sangue oculto nas fezes também fazem parte do estudo da anemia. Algumas vezes há
necessidade de se examinar a medula óssea, local formador das células componentes do sangue.

O tratamento correto da anemia deve se basear em um
diagnóstico que especifique a sua causa exata. É freqüente o tratamento inespecífico da anemia com a utilização de complexos vitamínicos sem qualquer
critério. Em certas situações deve ser feita a reposição de ferro ou ácido fólico, em outras de vitamina B12. Há situações em que há necessidade de
transfusão de sangue.

Várias situações podem levar a hemorragias, desde simples doenças vasculares cutâneas (púrpuras) até graves distúrbios da
coagulação do sangue. A hemofilia, a leucemia, inúmeras doenças como câncer e infecções graves podem evoluir com hemorragias. Deficiência de vitaminas C

e K são também causas de hemorragia. A aspirina (ácido acetil-salicílico) pode levar a hemorragias em pessoas que já apresentem tendência à
sangramentos. Certos antibióticos derivados da penicilina também podem aumentar a tendência a sangramentos.

Na terceira idade é comum o
aparecimento de manchas de sangue ou púrpuras nos braços e mãos. É um processo benigno denominado púrpura senil. A hemorragia nasal pode também ser um
sintoma. Ocorre com freqüência na hipertensão arterial mas pode ser um sintoma de diminuição da coagulação sanguínea, sugerindo uma leucemia, por
exemplo. Faz parte também do quadro da inflamação nasal que acompanha os resfriados e as gripes.

O diagnóstico das doenças hemorrágicas é feito
pelo coagulograma, exame que mostra os tempos de sangramento e de coagulação, a contagem de plaquetas, o tempo de protrombina e outros índices que
avaliam a coagulação sanguínea.

A leucopenia é a diminuição de glóbulos brancos do sangue. Na terceira idade a diminuição dos glóbulos brancos em

geral está relacionada a infecções à vírus ou a bactéria. A influência de determinados medicamentos e o câncer também são causas de leucopenia na
terceira idade. Alguns medicamentos podem levar à leucopenia (antiarrítmicos, antibióticos, anticonvulsivantes, antihipertensivos e cortisona), assim
como substâncias usadas no tratamento do diabetes e na doença da tireóide, alguns diuréticos (hidroclorotiazida, por exemplo) e tranquilizantes. As
drogas quimioterápicas também produzem leucopenia. Em infecções bacterianas graves pode haver aumento de glóbulos brancos ou leucocitose.

Pesquisas
  • O infravermelho longo produz séria diminuição na peroxidação dos ácidos graxos, melhorando a circulação
    sanguinea e dificultando a gênesis da ateromatosis.
  • Melhora o fluxo sanguíneo das extremidades.

(Coghill Research
Laboratories, Lower Race, Pontypool)

Compartilhe :